Ministros do STF discutem significado das 'flechas' de Janot

Fellipe Sampaio  SCO  STF

Fellipe Sampaio SCO STF

Depois de quatro anos, o procurador Rodrigo Janot cumpriu nesta sexta-feira (15) seu último dia útil de trabalho no comando do Ministério Público Federal (MPF). Na próxima segunda-feira (18), toma posse no cargo Raquel Dodge, escolhida pelo presidente Michel Temer.

A PGR acrescentou que, sentado na cadeira do procurador-geral da República, acompanhou grandes julgamentos que marcaram a memória jurídica nacional.

A ordem de revogação, vale destacar, ainda precisa ser confirmada pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. Depois, numa reunião entre equipes de transição, houve um recuo e alguns deles manifestaram a intenção de ficar, pelo menos durante a transição entre as duas equipes.

Há menos de um mês, Raquel anunciou mudanças na estrutura de Lava-Jato.

Focusing the Lens in on Western Digital Corp (WDC) Shares
After $2.63 actual EPS reported by Western Digital Corp for the previous quarter, Wall Street now forecasts 14.07% EPS growth. Ray Gerald L & Associates Ltd. lifted its position in shares of Western Digital Corporation by 107.0% during the 1st quarter.

Auxiliares de Janot apresentaram na sua despedida um relatório com os números dos dois últimos anos em que ele foi chefe da procuradoria e ele também discursou.

A atual equipe da Lava Jato na Procuradoria Geral da República terá um prazo de 30 dias para deixar a operação. O convite para a permanência dos membros do GT Lava Jato já havia sido feito por Raquel Dodge durante a campanha à sucessão de Rodrigo Janot. Segundo ele, a vontade do procurador de acelerar os processos da Lava Jato antes do final do seu mandato acabou prejudicando a última parte de sua gestão. Outros três ainda estariam analisando se continuam, com tendência a não permanecerem na PGR.

Rodrigo Telles e Fernando Antonio de Alencar haviam manifestado vontade de permanecer no grupo de trabalho.

O procurador-geral usou delações e provas produzidas pelos executivos para embasar a denúncia por organização criminosa e obstrução à Justiça contra o presidente Michel Temer, protocolada no STF na quinta-feira. A arguição de suspeição (AS) 89 levantava dúvidas sobre a sua imparcialidade para seguir nas investigações e denúncias, sob a suspeita de perseguir uma cruzada de ataques pessoais obstinados contra o presidente Temer. Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS, também foram denunciados após pedido de rescisão do acordo.

Latest News